quinta-feira, 9 de abril de 2015

Enrolo-me

Quando não estás.!
Traço o teu rosto na minha imaginação
Teço as tuas meias da cor alegre dos teus olhos,
Visto-me de alegria quando povoo os meus pensamentos de ti.
Enrolo-me de ti na manta dos meus retalhos,
Para ficarmos inteiros.
O meu coração é uma aldeia colorida
Quando não estás !!

HHoje 

11 comentários:

  1. Brilhante este poema...
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Lindo o teu o sentir e que belo este poema.
    Beijo imenso em ti minha querida, SD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Farto-me de tecer meias Sandra....
      Meias cheias de cor e amor.
      Beijinho e obrigado pelo teu carinho.:)

      Eliminar
  3. A ausência ganha cores maravilhosas quando usamos a imaginação. :)
    Tão bonitas as tuas palavras :)
    Beijos SD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Farto-me de tecer meias...
      Mas valem a pena pelo regresso!
      Um dia fico inteira.
      Beijinho IC

      Eliminar
  4. É bom saber que, depois da ausência, as cores serão sentidas e vistas, uma e outra vez.

    Beijos, SD. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na ausência tudo fica mais claro!
      Beijo Maria.:)

      Eliminar