sexta-feira, 11 de março de 2016

Sete-Luas

Quando de manhã, Baltasar acordou, viu Blimunda deitada a seu lado, a comer pão de olhos fechados. Só os abriu, cinzentos àquela hora, depois de ter acabado de comer, e disse, Nunca te olharei por dentro.

José Saramago
in Memorial do Convento

3 comentários:

  1. Ninguém consegue ver-nos por dentro.
    E gosto da foto!
    Beijo, Semblante

    ResponderEliminar
  2. Muito boa esta partilha...

    ResponderEliminar