quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Sozinho na multidão


Se o deixassem,  nunca tomaria banho. Também dificilmente sairia de casa, ou melhor, do quarto onde está praticamente tudo o que o faz feliz.
Para ele, o mundo é estranho e desconcertante: as pessoas não dizem aquilo que pensam, dizem aquilo que não pensam, fazem comentários triviais e sem significado, 
Refere centenas de factos fascinantes sobre horários, as inúmeras variedades de cenouras ou o movimento dos planetas.
Também não entende como é que as pessoas conseguem tolerar tantas luzes, sons, cheiros, texturas, paladares, sem se desnortearem,
Ah, e se pudesse...dentista, nem vê-lo!

18 comentários:

  1. Tenho lido teu blog com frequência...
    Hoje aproveito para comentar....pois tanto o vídeo quanto tuas palavras, me tocaram profundamente....
    Um doce beijo... sou simples, com um sorriso permanente nos lábios e que adoro conversar....
    Beijos do PDR....

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Muito lúcido, por vezes até demais.
      Mas uma amor, o meu amor.
      Beijinho Gil:)

      Eliminar
    2. Pois...

      ...muita gente não sabe que é esse excesso de lucidez, de percepção de estímulos, que provoca tudo o resto...
      ...é difícil conseguir lidar com uma ultra-percepção do que nos rodeia!
      É como um PC quando o forçamos a fazer mais do que ele pode...
      ...ou começa a tentar processar tudo a gerir um engarrafamento de informação e fica lento...
      ...ou crasha!
      Acho que é uma analogia que se pode aplicar...

      O amor verdadeiro pode não resolver tudo...
      ...mas ajuda muito! :D

      :)

      Eliminar
  3. Precisamos de pensar mais neste assunto.
    Há uns tempos participei num ciclo de conferências sobre o tema e fiquei mais sensibilizada.
    Beijo, SD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamos de aceitar as diferenças.
      A começar pela escola.
      Beijo Isabel:)

      Eliminar
  4. Na verdade, cada um de nós, não passa de uma ilha. Apenas a cegueira pelas luzes da ribalta, nos encandeia e nos permite o engano... A verdade, mostra-nos a pequenez, que acreditamos não ser.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, não passamos de uma ilha, mas precisamos de quem nos ama para caminhar!
      Tu sabes.
      Beijinho:)

      Eliminar
  5. Conheço esta realidade de perto. É uma valiosa aprendizagem SD
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Valiosa sim, pena que muitos por desconhecerem esta realidade penalizam e eles é que sofrem!
      Uma luta que ele tem vencido muito lentamente!
      Beijinho Impy:)

      Eliminar
  6. Minha querida, daqui vai aquele abraço de coração.
    Não consigo dizer mais nada...

    ResponderEliminar
  7. O seu pequeno e ao mesmo tempo grande demais e estranho mundo... Um abraço SD :)

    ResponderEliminar
  8. sobre cenouras e planetas... havíamos de ter conversas interessantes :)

    ResponderEliminar
  9. Um mundo diferente, porém, imenso.
    Fiquei muito próxima dos "meus meninos" Aspersores.

    Um beijo muito terno,querida :)

    ResponderEliminar